terça-feira, 14 de outubro de 2008

Hermano


Hoje a criatura mais doce que conheço faz 22 aninhos. Ele veio quando eu tinha três, quando éramos três e depois viramos quatro. O bendito fruto entre várias mulheres: mãe, irmã, avós, tias, primas, amigas. Vai ver é por isso que tem no sorriso uma malícia que parece ingênua, nas palavras uma força que contagia e nas atitudes a doçura que para mim é a palavra que o define. Mas quando quer, esse gurizinho sabe ser valente, exigente e às vezes até difícil. Quando acorda num bad day, esqueça: é preciso dormir e acordar no outro dia para recuperar o bom humor.
Tudo que faz é do seu jeito. Para alguns pode ser um jeito meio torto, às vezes até confuso. Mas pode ter certeza, ele sabe o que está fazendo. E só faz se quiser. Caso contrário, dá um jeito de não fazer ou de que outro o faça, voluntariamente!
Amigos o rodeiam e o amam. Sabe conquistar a todos, sem muitos esforços. E é leal, adjetivo importantíssimo nessa pessoa.
Houve tempos em que duvidaram, que riram, que lhe foi tirado o direito de ser acreditado. Mas não disse que ele sabe o que faz, mesmo que os caminhos não sejam, assim, tão ortodoxos? Pois hoje, quem riu por último riu melhor (já sem o aparelho!), os sonhos se concretizando, os objetivos sendo alcançados e da melhor forma, da SUA forma.
Lembra das mulheres acima citadas? Já estava esquecendo de mencionar: vai ver foi assim, sendo o único entre tantas, que aprendeu a tratá-las tão bem, a ser tão querido pelo sexo oposto, independente da idade, cor ou religião.
Reiterando o que já te disse uma vez, hermano, és meu espelho inverso,és quem leva um pouco de mim e deixa um pouco de si mesmo. "Amo tu!" Feliz aniversário!

Um comentário:

enzobertholdo disse...

hermana!!! muitoo orbigadooo!! eh o espelho inverso mesmo!! e eu amo tu muitao!!
beeeijoo