segunda-feira, 4 de maio de 2009

O peso do peso

O susto veio com uma velha companheira, de quando ainda beirava os 15, e entrava com facilidade em qualquer 38. Aposentá-la? Nem pensar, não me entrego assim tão fácil. Números só me assustam se depender deles para passar em alguma coisa, matemática nunca foi meu forte. Nesse caso a matemática é simples: consumir menos e gastar mais. Ao mesmo tempo irei consumir menos e gastar menos, o cartão de crédito agradece e o espelho também. É o castigo que vem à galope: quem mandou perder o controle?

Nenhum comentário: