quinta-feira, 26 de abril de 2012

Um vapt vupt

Ensaiando novas escritas, me vejo meio sem fala, sem palavras melhor diria, mas já com os dedos em riste, exitosos e saltitantes, querendo criar novos versos, mas com um tempo meio escasso, pois vejo que já me atropelam no meu tempo, assim como atropelo essas poucas palavras.

Nenhum comentário: