quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Conectada

Nova era de tempos modernos. Eu que passei a adolescência mandando cartas via correio para amigas e primas distantes, hoje me vejo com um minicomputador em mãos: meu primeiro smartphone, meu já inseparável amigo eletrônico, meu querido BlackBerry. Antes tarde do que nunca entro em definitivo na era mais que digital e virtual em que vivemos, sem contudo perder a noção da vida desconectada e real: meus livros continuam eternos e ainda me nego a conhecer os tais livros virtuais, que cabem em tablets e afins. Afinal, o cheiro e as páginas viradas uma a uma ainda são insubstituíveis.

Um comentário:

Bípede Falante disse...

E sempre serão!
beijosss